A geometria dos relógios de sol = The geometry of the sundials

Luís Filipe Gasparinho Marques Pinto

Resumo


Na primeira parte do artigo, fornece-se um conjunto de conhecimentos básicos de Astronomia, necessários à cabal compreensão dos conceitos implicados no traçado de relógios de sol. O autor começa por relembrar os movimentos de rotação e de translação da Terra, de que derivam os movimentos aparentes (diário e anual) do Sol. Isto permite-lhe apresentar o tipo de relógio de sol mais elementar – o relógio equatorial. Em seguida, o autor explica como as linhas de hora dos relógios de sol correspondem aos círculos horários da esfera celeste e como as linhas de declinação traduzem o paralelo da esfera celeste percorrido pelo Sol durante o período de um dia. O autor explica ainda como se pode determinar geometricamente a posição do Sol na esfera celeste, em qualquer momento do ano, e a correspondente sombra projetada num relógio de sol provido de nodo.

Na segunda parte do artigo, são dissecados três tipos de relógios de sol:

  • o relógio de teto, em que a hora solar é assinalada a partir da projeção, no teto, de um feixe de raios luminosos depois de incidirem num espelho de dimensões reduzidas; 
  • o relógio analemático, que assinala a hora solar a partir do azimute do Sol; e, por fim,
  • o relógio pontual, em que a hora solar é assinalada pelos de raios de sol que atravessam as fendas de um alpendre e incidem numa parede adjacente, onde um pequeno círculo constitui o quadrante do relógio.

 

In the first part of the article, there is given a basic knowledge of Astronomy, needed to the whole understanding of the implied concepts in the tracing of sundials. The author starts by evoking the Earth’s rotation and translation movements, from which the apparent movements (daily and yearly) of the Sun derive. This enables him to present the most elementary type of sundial – the Equatorial Dial. Later, the author explains how the sundial’s hour lines correspond to the sun’s hour angle and how the inclination lines translate the parallel of the Celestial sphere traversed by the Sun during the period of one day. Furthermore, the author explains how to geometrically determine the position of the Sun in the Celestial sphere, at any moment of the year, and the correspondent projected shade of a sundial provided with a nodus.

In the second half of the article, three types of sundials are dissected:

  • The reflected ceiling dial, on which the solar hour is determined through the projection, on the ceiling, of a bundle of light rays, after they hit a small mirror; 
  • The Analemmatic dial, on which the solar hour is determined through the Sun’s azimuth;
  • The punctual dial, on which the solar hour is determined by the solar rays that cross the slots of a porch and hit an adjacent wall, where a little circle creates the dial plate.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2014
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 617 | Fax +351 213 622 955 | E-mail: revistas@lis.ulusiada.pt | skype | chat