O improviso no contacto: a descoberta do lugar comum

Ana Maria Sousa Leitão

Resumo


Conceitualmente criado nos Estados Unidos, na década de 1970, por um grupo liderado por Steve Paxton, o contacto-improvisação é atualmente uma das formas de dança mais valiosas para o desenvolvimento da consciência individual e coletiva do corpo.

Esta forma de improvisação de dança baseia-se na criação de movimentos de pessoas que estão em contato. Através da improvisação em contato, o indivíduo expande as fronteiras do autoconhecimento e conhecimento de outros, através da busca e experimentação de diferentes conceitos técnicos, físicos e de escuta do outro. Os participantes aprendem a dançar juntos de forma consciente e cuidadosa, tendo grande prazer nesse momento.

Este workshop é para curiosos sobre a técnica do contacto-improvisação e visa ensinar os conceitos básicos da improvisação em contato, desde a aplicação efetiva do peso corporal, bem como pontos de apoio e abordando os conceitos de: rolling point, pivot, forças de oposição e deslizamentos.

Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2018
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt