Com música consigo! Musicoterapia e funcionalidade na multideficiência

Jorge Jesus

Resumo


A síndrome de Wolf-Hirschhorn surge devido a uma malformação congénita que resulta na deleção de parte do braço curto do cromossoma 4. Os pacientes apresentam manifestações clínicas como atraso psicomotor, atraso cognitivo, atraso severo do crescimento, dificuldades na comunicação, hipotonia muscular, epilepsia entre outras. Estas características resultam em dificuldades ao nível da atividade e participação, capacidade de escolha e manifestações de vontade própria nos contextos da vida quotidiana. É descrita a intervenção num jovem com o diagnóstico de síndrome de Wolf-Hirschhorn. Ao longo da intervenção em Musicoterapia é possível verificar a fusão de todas as suas capacidades emergindo um paciente muito rico na interação, gestão e participação nas improvisações clínicas com transferências para aspetos funcionais da sua vida.

Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2018
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt