"Do fora para dentro, da relação à elaboração" - Programa de intervenção preventiva e terapêutica em grupo para crianças com alterações de comportamento e dificuldades relacionais no período de latência = From the inside to the outside, from [...]

Ana Veríssimo, Mara Candeias, Patrícia Galvão, Teresa Matos

Resumo


As perturbações emocionais, do comportamento e da relação na terceira infância têm vindo a aumentar, apresentando uma relação expressiva e bidirecional com o desempenho académico enquanto um importante fator de risco ou de proteção. Porém, estima-se que cerca de 3/4 destas crianças não tem nenhum tipo de acompanhamento em saúde mental. Na infância, a psicoterapia de grupo torna-se uma resposta terapêutica de grande impacto para muitas crianças com sintomatologia psicológica (alterações do comportamento com grandes dificuldades de interação e insucesso escolar) e como alternativa às terapias individuais. Esta investigação pretendeu demonstrar a eficácia de um programa terapêutico de aplicação grupal e frequência semanal, para crianças entre os 8 e os 10 anos, no 1o ciclo de escolaridade, em dois grupos: clínico (Grupo de Intervenção) e não-clínico (Grupo de Prevenção), em contexto escolar. Verificaram-se as seguintes diferenças após o término da intervenção: menos agitação motora, menos comportamentos agressivos, maior coesão grupal, maior capacidade de mentalização, maior organização do pensamento, menor desajustamento social, maior regulação emocional. Futuras investigações são fundamentais para continuar a testar a robustez do programa.


Emotional, behavioural and relationship disorders in early childhood have been increasing, showing an expressive and bidirectional relationship with academic performance as an important risk or protective factor. However, it is estimated that about 3/4 of these children have no mental health intervention. In childhood, group psychotherapy becomes a powerful therapeutic response for many children with multiple psychological symptoms (behavioural problems, difficulties in interaction, school failure) and as an alternative to individual therapies. This investigation aimed to demonstrate the effectiveness of a group therapeutic program, weekly applied, for children between 8 and 10 years old, in a primary school, in two groups: clinical (Intervention Group) and non- clinical (Intervention Group) Prevention) in a school context. The following differences were observed by the end of the intervention: less motor agitation, less aggressive behaviours, greater group cohesion, greater cognitive capacity, greater organization of thought, less social maladjustment, greater emotional regulation. Future investigations are essential to continue testing the program's robustness.


Palavras-chave / Keywords:

Intervenção em grupo, Promoção saúde mental infantil, Escola.

Group intervention, Promotion of children's mental health, School.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2019
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt