O consumo de álcool pelos adolescentes do ensino secundário na freguesia de Viseu: contributo para a definição de um programa de intervenção em educação para a saúde = Alcohol consumption by teenagers of high school in Viseu county: contribution [...]

Lisandra Araújo, Mavilde Candala, Esperança Jales Ribeiro, Leandra Cordeiro

Resumo


O álcool é, atualmente, a substância psicoativa mais consumida no mundo, registando-se um grande aumento do consumo pelos jovens. Procurar perceber quais são os hábitos de consumo de álcool dos adolescentes, os seus comportamentos e as suas atitudes, bem como as suas representações acerca dos efeitos do consumo de álcool. Foi realizado um estudo qualitativo de cariz exploratório, com uma amostra de 30 indivíduos entre os 15 e os 19 anos. A técnica utilizada foi a amostragem probabilística aleatória simples e utilizou-se como instrumento um inquérito por questionário. Surpreendentemente, 70% dos inquiridos assumiu nunca ter consumido álcool. Dos que dizem fazê-lo regularmente, descrevem que os consumos se fazem entre amigos, em contextos festivos, preferencialmente à noite, por prazer (para obter alegria e diversão), tendo a maioria consumido a última bebida na última semana (rapazes) ou entre a última semana e o último mês (raparigas). Curiosamente, a maioria dos adolescentes considera que o consumo de álcool não facilita a integração no grupo de amigos, todavia defende que o mesmo consumo os ajuda a serem aceites pelo grupo de amigos. Sabe-se que uma das preocupações da OMS são os consumos de substâncias aditivas, pelos jovens, na medida em que reduz o autocontrolo e aumenta os comportamentos de risco. Com o estudo, podem identificar-se respostas contraditórias e divergentes que salientam a importância de um trabalho sistemático com os adolescentes sobre os riscos e os padrões comportamentais de consumo do álcool.


Alcohol is currently the most consumed psychoactive substance in the world, with a large increase in consumption by young people. to try To understand what are the alcohol consumption habits of adolescents, their behaviors and attitudes, as well as their representations about the effects of alcohol consumption. A qualitative exploratory study was carried out, with a sample of 30 individuals between 15 and 19 years old. The technique used was simple random probability sampling and a questionnaire survey was used as an instrument. Surprisingly, 70% of respondents assumed that they had never consumed alcohol. Of those who say they do it regularly, they describe that consumption is made between friends, in festive contexts, preferably at night, for pleasure (for joy and fun), with the majority having consumed the last drink in the last week (boys) or between the last week and the last month (girls). Interestingly, the majority of adolescents consider that alcohol consumption does not facilitate integration into the group of friends, however they argue that the same consumption helps them to be accepted by the group of friends. It is known that one of the OMS concerns is the consumption of addictive substances by young people, as it reduces self-control and increases risk behaviors. With the study, contradictory and divergent responses can be identified that emphasize the importance of systematic work with adolescents on the risks and behavioral patterns of alcohol consumption.


Palavras-chaves / Keywords:

Adolescente, Álcool, Educação, Prevenção.

Adolescent, Alcohol, Education, Prevention.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2019
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt