Brincar, emoções e neurociências = Play, emotions and neurosciences

Rosely Aparecida Prandi Perrone, Beatriz Picolo Gimenes

Resumo


As emoções são fenômenos psicológicos caracterizados como manifestações da vida afetiva. Existe uma dinâmica sistêmica entre o cérebro, o corpo e a mente com o meio externo que desencadeia as emoções e todas as suas relações. As emoções orientam e interferem no comportamento do ser humano, propagando sinais que servem de intercomunicação consigo mesmo e com os outros. O cérebro e o ato de brincar mantêm correlações ativas, pois toda ação, desde a mais simples à mais complexa, depende do sistema nervoso. Além disso, todos os aspetos envolvidos numa ação resultam da integração da rede neuronal e suscita emoções. A ação de brincar coloca o corpo em funcionamento e, ao mesmo tempo, ativa a imaginação e a expressão das emoções. Este trabalho tem como objetivo pesquisar as emoções na ação de brincar e realizar uma reflexão a partir das Neurociências. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica narrativa acerca das emoções no ato de brincar à luz das Neurociências. As investigações das Neurociências sobre as emoções têm avançado nas últimas décadas e, progressivamente, integrado o conhecimento sobre as interações fisiológicas e as avaliações cognitivas para a manifestação das reações emocionais. Simultaneamente, estudos sobre o brincar apontam que essa ação estimula e mobiliza as funções cerebrais, como: atenção, perceção, orientação têmporo-espacial, linguagem oral e escrita, memória, ações motoras, praxias, raciocínio, cálculos e funções executivas. A experiência do brincar possibilita a plasticidade do domínio cognitivo e amplia a consciência humana. Ao brincar, além do envolvimento corporal, há um movimento espontâneo renovador que gera prazer – sensação que está diretamente ligada às emoções, sendo uma resposta do organismo indicando que a ação está a provocar bem-estar. Ao integrar os aspetos emocional, cognitivo, motor, social e cultural do ser humano, brincar faz parte do processo evolutivo neuropsicológico saudável. A emoção é uma vivência subjetiva, acompanhada de respostas autónomas e motoras, comandadas pelo cérebro, em cujo ato de brincar é expressa como prazer.


Emotions are psychological phenomena, characterized as manifestations of affective life. There is a systemic dynamic between the brain, body and mind with the external environment that triggers the emotions and all their relationships. Thus, emotions guide and interfere with human behavior, propagating signals that serve as intercommunication with yourself and with others. The brain and the play action maintain active correlations, because every action, from the simplest to the most complex, depends on the nervous system. In addition, all aspects involved in an action result from the integration of the neuronal network and arouse emotions. The play action puts the body into operation and at the same time activates the imagination and the expression of emotions. This paper aims to research the emotions in the play action, and to make a reflection from the Neurosciences. It is a narrative bibliographical research about emotions in the play action, in the light of the Neurosciences. Neurosciences investigations about emotions have advanced in the last decades and progressively they have integrated knowledge about physiological interactions and cognitive assessments for the manifestation of emotional reactions. Simultaneously, studies on play indicate that this action stimulates and mobilizes brain functions, such as: attention, perception, spatial temporal orientation, oral and written language, memory, motor actions, praxis, reasoning, calculations and executive functions. The play experience enables the plasticity of the cognitive domain and broadens human consciousness. When playing, besides bodily involvement, there is a renewing spontaneous movement that generates pleasure - a sensation directly linked to emotions, as a response from the body indicating that the action is causing well-being. By integrating the emotional, cognitive, motor, social and cultural aspects of the human being, to play is part of the healthy neuropsychological evolutionary process. Emotion is a subjective experience, accompanied by autonomous and motor responses commanded by the brain, whose play action is expressed as pleasure.


Palavras-chave / Keywords:

Brincar. Emoções, Neurociências, Comportamento, Revisão narrativa.

Play, Emotions, Neurosciences, Behavior, Narrative review.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2019
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt