Funções dos comportamentos auto-lesivos: um estudo qualitativo = Functions of deliberate self-harm: A qualitative study

Eva Duarte, Maria Gouveia-Pereira, Daniel Sampaio

Resumo


A literatura tem vindo a reconhecer a importância de compreender as representações sociais sobre as funções dos comportamentos auto-lesivos, tendo implicações relevantes no âmbito da sua prevenção e intervenção. No entanto, apenas alguns estudos se focaram neste tópico e, especificamente, no estudo das representações de adolescentes com e sem uma história de comportamentos auto-lesivos e de adultos sem uma história destes comportamentos. Foi realizado um estudo qualitativo que envolveu a análise de conteúdo de 41 entrevistas semi-directivas. Os participantes consistiram em 11 adolescentes com uma história de comportamentos auto-lesivos, e 15 adolescentes e 15 adultos sem uma história destes comportamentos. Os participantes referiram oito funções dos comportamentos auto-lesivos consistentes com a literatura existente, nomeadamente funções interpessoais e intrapessoais. Duas novas funções não descritas na literatura foram também mencionadas. No que se refere às diferenças entre os três grupos, no geral, o grupo de adultos referenciou mais funções interpessoais, enquanto os grupos de adolescentes destacaram as funções intrapessoais. Este estudo contribui para a compreensão das representações sociais sobre as funções dos comportamentos auto-lesivos, focando igualmente as diferenças entre adolescentes com e sem uma história destes comportamentos e adultos sem uma história de comportamentos auto-lesivos.


Research has recognized the importance of understanding the social representations about the functions of deliberate self-harm, which can be an important factor both for prevention and intervention. However, only a few studies focused on this topic and specifically on the study of the representations from adolescents with a history of deliberate self-harm and adolescents and adults without a history of these behaviours. We conducted a qualitative study involving the thematic analysis of forty-one semi-structured interviews. The participants consisted of 11 adolescents with a history of deliberate self-harm, 15 adolescents without a history of deliberate self-harm and 15 adults without a history of behaviours. The interviewees mentioned eight functions of deliberate self-harm consistent with the existing literature, namely interpersonal and intrapersonal functions. Also, two new functions not described in the literature were mentioned. Regarding the differences between the three groups, several disparities emerged. Overall, results revealed that the group of adults referenced more interpersonal functions, while both groups of adolescents emphasized intrapersonal functions. This study provides insight regarding the social representations about the functions of deliberate self-harm, also focusing on the differences between adolescents with and without a history of these behaviours and adults without a history of deliberate self-harm.


Palavras-chave / Keywords:

Comportamentos auto-lesivos, Funções, Entrevistas, Adolescentes, Adultos.

Deliberate self-harm, Functions, Interviews, Adolescents, Adults.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2019
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt