Análise do perfil de autonomia de um grupo de crianças com perturbação do espetro do autismo = Analysis of autonomy profile of a group of children with autism spectrum disorder

Tiago Pinto Ribeiro, Cláudia Melo, Inês Silva, Camila Gesta, Vânia Martins, Teresa Temudo

Resumo


Introdução:  A literatura refere que    a variabilidade de apresentação da Perturbação do Espetro do Autismo (PEA) traduz-se na vida dos sujeitos pela sua capacidade de autonomia e regulação. O objetivo do presente estudo é caraterizar o nível de autonomia de um grupo de crianças com PEA, a partir da análise do domínio da autonomia da Escala de Comportamento Adaptativo de Vineland. Metodologia:  Foram recolhidos os dados através de uma entrevista aos cuidadores de 26 crianças, com idades compreendidas entre os 4 e os 16 anos e 10 meses de idade, com recurso à Escala de Comportamento Adaptativo de Vineland. O estudo incidiu na análise descritiva dos dados relativos ao domínio autonomia, constituído pelos subdomínios pessoal domestico e comunidade, do instrumento referido. Resultados:  Obtiveram-se  valores baixos do domínio da autonomia e dos seus três subdomínios. Salientaram-se a elevada diferença entre a média de idade cronológica e a média de idade desenvolvimental. Na análise dos subdomínios evidenciaram-se os valores mais altos ao nível do subdomínio Doméstico, que ultrapassa a idade média desenvolvimental e os resultados mais baixos no subdomínio Comunidade. Conclusão:  Estes resultados vêm salientar a importância da avaliação objetiva do nível de autonomia dos sujeitos com PEA, de forma a possibilitar a intervenção para a optimização desta área.

 

Introduction: The literature indicates that the variability of manifestation of Autism Spectrum Disorder (ASD) is reflected in the lives of individuals by their capacity for autonomy and regulation. The objective of this study is to characterize the level of autonomy of a group of children with ASD through the analysis of the Daily Living Skills Domain of Adaptive Behavior Scale of Vineland. Method:  Data was collected by interviewing the caregivers of 26 children, aged between 4 and 16, using the adaptive behavior scale of Vineland. The study focused on descriptive analysis of data concerning the Daily Living Skills Domain composed of personal, domestic and community subdomains. Results:  Low values were obtained in the field of Daily Living Skills and its three subdomains. Attention was called to the high difference between the chronological age mean and developmental age average. In the analysis of subdomains showed up to the highest Domestic subdomain, beyond the average developmental age and the lowest results in the subdomain Community level values. Conclusion:  These results emphasize the importance of objective assessment of the level of autonomy of individuals with ASD in order to permit interventions to optimize this area.

 

Palavras-chave / Keywords

Autismo, Vineland, Autonomia pessoal, Autonomia doméstica, Autonomia comunidade.

Autism, Vineland Scale, Personal autonomy, Domestic autonomy, Community autonomy.


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2019
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt