Dependência química e maternagem: relato de experiência = Chemical dependence and mothering: experience report

Edna Linhares Garcia, Amanda Reis Guimarães, Liciane Maria Reis Guimarães

Resumo


Objetivo: Avaliar o vinculo mãe-bebê no contexto da dependência do crack/cocaína. Metodologia: Este relato de caso é parte do projeto de pesquisa “O Desenvolvimento de Bebê em situação de risco:estudo sobre a maternidade em usuárias de crack”, vinculado ao Programa de Mestrado em Promoção da Saúde, da Universidade de Santa Cruz do Sul-UNISC,que investiga o desenvolvimento do vínculo mãe-bebê no contexto da dependência do crack/cocaína durante a gestação. Relatamos a experiência de acompanhar Maria, mãe voluntária, usuária de cocaína e maconha desde o gestação do seu primogênito até ele completar 3meses. Resultados:O acompanhamento iniciou após o nascimento e foram observados, no bebê, sinais decorrentes do uso gestacional do crack/cocaína: PC abaixo do normal/idade, espirros, episódios de choro irritativo, discreta hipertonia e exacerbação dos reflexos primitivos. Estes sintomas foram reduzindo ao longo das reavaliações. A voluntária mudou seu comportamento em relação ao bebê,que era de negação e repudia na gestação,para o total e completo aconchego,carinho e preocupação com seu bem-estar logo após o nascimento e no decorrer do seu desenvolvimento. Ao final da avaliação, a voluntária mostrava-se segura, atuando sozinha nos cuidados com a higiene,alimentação,vacinação e estímulo ao desenvolvimento do seu filho,demonstrando-se plenamente vinculada a ele. Análise critica: Durante o acompanhamento,mãe e filho desenvolveram forte vinculo, havendo a supressão do uso de drogas pela voluntária. Conclusões: A mãe conscientizou-se de sua dependência, afastou-se dos fatores que interferiam no relacionamento com o bebê protegendo-o e protegendo a si mesma da recorrência à droga. Cabe ressaltar a necessidade de políticas públicas que atuem desde a gestação, estendendo-se desde primeira infância e estimulando de forma ativa o vínculo mãe-bebê e familiar.

 

Objective: Evaluate the mother-baby bond at the context of crack/cocaine dependence. Methodology: This case report is part of the research project "The baby development at risk: study about maternity in crack users", linked to Masters Program in Health Promotion by the University of Santa Cruz do Sul - UNISC, which investigates the development of the mother-baby bond at the context of crack/cocaine dependence during pregnancy. We report the experience of following Maria, volunteer mother, addicted to cocaine and marijuana since her first baby pregnancy until the baby completed 3 months. Results: The follow-up began after the baby was born and were observed, at the baby, resulting signs of crack/cocaine gestational use: BW under normal/age, sneezing, irritant crying episodes, discrete hypertonic and exacerbation of primitive reflects. These symptoms reduced during the evaluations. The volunteer has changed her behavior with her baby that once was of pregnancy denial and rejection to total and complete warmth, tenderness and worrying along with its well being right after the baby was born and during its development. At the end of the evaluation, the volunteer was feeling secure and acting alone taking care of hygiene, feeding and vaccination and also when stimulating her baby development showing that she is fully committed to the baby. Critical Analysis: During the follow-up, mother and baby developed a strong bond and the volunteer suppressed the use of drugs. Conclusions: The volunteer became aware of her dependence, moved away from the facts that interfered in the relationship with the baby protecting it and itself from the drugs. It should be noted the need of a public policy acting since pregnancy to first childhood age stimulating the bond mother-baby and family in an active way.

 

Palavras-chave/Keywords

Maternagem,Dependência química,Vínculo mãe,Bebê.

Mothering , Chemical dependence , Mother,baby Bond.


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2019
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt