O atendimento familiar como prática terapêutica efetiva no enfrentamento de dificuldades na adolescência = The family therapy as an effective therapeutic practice in confronting the difficulties of adolescence

Fernanda Vaz Hartmann, Márcia Elisabete Wilke Franco, Felipe Pereira de Assis

Resumo


Este trabalho visa apresentar o atendimento de uma família realizado no Ambulatório de Saúde Mental Adulto de Cachoeirinha – RS, Brasil. A família é formada por uma mãe (56 anos) e dois filhos (25 e 16 anos) e foi encaminhada para terapia familiar após o adolescente da família ter realizado tratamento psicológico individual e não ter obtido resultado. As dificuldades enfrentadas pelo filho adolescente eram baixo rendimento escolar, comportamento agressivo com a mãe e com o irmão mais velho, além de suspeita de consumo de drogas e envolvimento com amigos delinquentes. Na avaliação da família foi identificado dificuldades na estrutura familiar, com distorções nas funções, papéis e fronteiras (Minuchin, 1982) que impediam a família de ter um funcionamento saudável, bem como a incapacidade dos membros de diferenciação (Kerr & Bowen, 1988). A partir da perspectiva sistêmica, utilizou-se duas abordagens teóricas, escola estrutural e boweniana (Nichols & Schartz, 1998), que ofereceram a sustentação teórica na compreensão do padrão de funcionamento familiar e subsidiaram as intervenções terapêuticas. Conclui-se que a abordagem familiar se faz efetiva em tratamento com adolescentes, revelando que o fortalecimento dos papéis e funções parentais, filiais e fraternas, bem como o estabelecimento de fronteiras nítidas entre os subsistemas da família, permitem modificar a estrutura e funcionamento familiar, e promovem a individuação e diferenciação dos indivíduos, liberando a família para o enfrentamento das dificuldades pertencentes a etapa do desenvolvimento tida como “Família com filhos adolescentes” (Carter e McGoldrick, 1995) de forma saudável. 

 

This paper presents a family therapy held at the Mental Health Clinic in Cachoeirinha – RS, Brazil . The family consists of a mother (56 years) and two sons (25 and 16) and was referred for family therapy after the teenager's family conducted individual psychological treatment and did not get results. The difficulties faced by the adolescent son were: poor school performance, aggressive behavior with his mother and older brother, and suspected drug use and involvement with delinquent friends. In evaluating the family, we identified difficulties in their structure, with distortions in the functions, roles and boundaries (Minuchin, 1982) that prevented family from having a healthy functioning, as well as an inability of the members to get differentiation (Kerr & Bowen, 1988). From the Systemic Theory perspective, we used two theoretical approaches, called structural and boweniana school (Nichols & Schwartz, 1998), which offered theoretical support to understand the pattern of family functioning and subsidized therapeutic interventions. We conclude that the Family Therapy is effective in treatment with adolescents, revealing that strengthening the roles and parenting functions, as well as the children and fraternal function, established clear boundaries between family subsystems, and modified the structure and family functioning by promoting individuation and differentiation of individuals, allowing the family to cope with difficulties of adolescent stage, named as  "family with teenage children" (Carter and McGoldrick, 1995), in a healthy way .

 

Palavras-chave/Keywords

Adolescência, Terapia familiar, Abordagem sistémica.

Adolescence, Family therapy, Systemic theory .



Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2019
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt