A mediação social em situação de acolhimento de crianças e jovens = Social mediation in institutional settings for children and young people

Laura Magalhães, Ana Tomás de Almeida, Ana Maria Silva

Resumo


A complexidade que carateriza a intervenção com as famílias de crianças e jovens em acolhimento institucional requer meios e recursos de intervenção reconstrutivos dos vínculos fragilizados com a institucionalização e da visão que a família tem de si mesma como núcleo protetor auto-suficiente. Com este projeto pretendemos conhecer e analisar as práticas profissionais de trabalho com as famílias em situação de acolhimento institucional, e identificar o contributo que a mediação poderá ter para a mudança das práticas profissionais no relacionamento com as famílias e para a gestão dos processos de acolhimento de crianças e jovens, nomeadamente para a participação das famílias na discussão dos projetos de vida e nas decisões de âmbito educacional e sociocomunitário, bem como de reunificação familiar. A amostra de investigação é constituída por doze instituições do distrito de Braga selecionadas aleatoriamente, cinco instituições integram o grupo experimental que deverá participar num programa de formação e monitorização da mediação com famílias e sete instituições de acolhimento integram o grupo controlo que funcionará como grupo de comparação sem intervenção. Numa fase inicial procurou-se caraterizar as necessidades e expetativas sobre a mediação com as famílias com base em entrevistas semi-estruturadas a 45 profissionais. A análise das entrevistas sugere que apesar de o investimento no trabalho com as famílias ser frágil, os técnicos reconhecem que a mediação deve estar presente no triângulo instituição, família e criança ou jovem. Estes resultados permitem considerar que a mediação poderá trazer um contributo positivo para estes contextos nomeadamente, na otimização partilhada das necessidades sentidas pelos diferentes intervenientes – técnicos, famílias, crianças e/ou jovens - através da promoção da interação e comunicação entre as partes. 

 

The complexity of the intervention with families of children and young people in residential care requires means and resources which enable to reconstruct family bonds and the family’s image as a self-sufficient unit of care and protection. With this project we intend to learn and analyse the practices of professionals working with families of institutionalized children and to identify the contribution of mediation in family-oriented changes in professional practices. We will particularly focus on the family participation in the discussion of life projects and in decisions regarding educational, social and community integration, and family reunification processes.

The research sample consists of twelve randomly selected institutions in the district of Braga. Among these, five institutions in the experimental group will participate in a training program and mediation program and seven institutions in the control group will act as a comparison group without intervention. Semi-structured interviews were carried out to forty-five professionals to assess their needs and expectations regarding mediation with families. Content analyses have shown that despite the fragilities in family intervention, professionals recognize that mediation should be present in the triangle institution, family and child or young person. These results allow us to conclude that mediation can bring a positive contribution to these contexts. In particular, shared needs felt by various stakeholders - professionals, families, children and/or young – can strengthen the interaction and communication between all parties. 

 

Palavras-chave / Keywords

Mediação, Crianças e jovens, Famílias, Equipas multidisciplinares.

Mediation, Children and youth, Families, Multidisciplinary teams.


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2017
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 617 | Fax +351 213 622 955 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt