Influência de comunicação da família na prevenção da obesidade em crianças = Influence of family communication in the prevention of childhood obesity

Myriam Gutiérrez Zornoza

Resumo


A prevalência de obesidade infantil tem aumentado nos últimos anos, sendo considerada uma epidemia e problema de saúde pública. Sabe-se que a actividade física (PA) desempenha um papel-chave na sua prevenção e tratamento. Junto com predisposição genética, mudanças nos hábitos alimentares e meio ambiente ligeiramente favorável "obesogenic" para a aquisição de hábitos saudáveis, o declínio nos níveis de PA de crianças é um dos principais determinantes que contribuem para o desenvolvimento da atual epidemia de obesidade.

Os resultados dos estudos sugerem que viver em ambiente rural facilita a organização entre o grupo de pares aumentando a autonomia para brincar na rua do lado de fora, se deslocar do bairro ou ir para a escola a pé. Nesta linha, vários estudos têm confirmado que os hábitos dos colegas, irmãos ou parentes podem influenciar a prática de crianças PA. Além disso, vários estudos têm mostrado que os pais tentam reduzir acidentes de trânsito envolvendo crianças criança para parar, tanto brincar na rua, como ir para a escola a pé. Normalmente, a escola que ir para a escola de carro com os pais, principalmente por falta de tempo ou afastá-los na escola, determinando a condução ativa da escola.

Transporte ativo de casa para a escola pode melhorar a saúde de crianças em idade escolar e promover um ambiente urbano mais sustentável. Ele destaca a necessidade de ter em conta a importância da comunicação na família, como a prevenção da obesidade infantil, promover o desenvolvimento físico, psicológico e social integral das crianças.

 

The prevalence of childhood obesity has increased in recent years being considered an epidemic and public health problem. It is known that physical activity (PA) plays a key role in its prevention and treatment. Along with genetic predisposition, changes in eating habits and slightly favorable "obesogenic" environment for the acquisition of healthy habits, the decline in PA levels of children is one of the main determinants that contribute to the development of the current obesity epidemic.

The results of studies suggest that living in rural environment facilitates the organization among the peer group increasing the autonomy to play in the street outside, move around the neighborhood or go to school on foot. In this line, several studies have confirmed that the habits of peers, siblings or relatives may influence the practice of PA children. In addition, several studies have shown that parents attempt to reduce child traffic injuries involving children to stop, both playing in the street as going to school on foot. Usually, the school they go to school by car with their parents, mostly for lack of time or distance them at school, determining the active conduct of school.

Active transport from home to school can improve the health of school children and promote a more sustainable urban environment. It highlights the need to take into account the importance of family communication, as prevention of childhood obesity, promoting comprehensive physical, psychological and social development of children.

 

Palavras-chave / Keywords

Obesidade, Crianças, Actividade física, Ambiente urbano, Comunicação familiar.

Obesity, School-children, Physical Activity, Urban environment, Family communication.


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2019
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt