Grupo de pais em unidade de terapia intensiva neonatal: acolhimento e humanização = Group of parents in the neonatal intensive care unit: reception and humanization

Rosely Aparecida Prandi Perrone

Resumo


O objetivo deste estudo é facilitar a expressão da angústia frente à hospitalização, diminuir a ansiedade materna e o estresse familiar, possibilitar a troca de experiências com outras famílias, dar acolhimento, apoio e orientação. Foram realizados grupos semanais com os pais de bebês internados na UTIN. Notou-se que o grupo enfatiza conteúdos ricos para a (re)significação da consciência e exteriorização dos sentimentos familiares, principalmente das mães. Verificou-se que contribui com o processo de adaptação e equilíbrio diante da realidade vivida pela mãe, favorece o investimento no aleitamento materno exclusivo, a prática do método canguru e a formação de vínculo positivo mãe-bebê. Propicia a estabilidade do nível de ansiedade materna ao longo da internação do recém-nascido, caracterizando-se como uma forma de assistência integral e humanizada. Facilita, ainda, a interação necessária para a formação de um vínculo afetivo e efetivo mãe-bebê. Esta intervenção também pode se caracterizar como uma medida de prevenção, promoção e preservação da saúde física e psíquica da mãe e do recém-nascido, com repercussões na família e na sociedade.

 

The goal of this study is facilitate the expression of anguish due to hospitalization, reduce maternal anxiety and family stress, enable the exchange of experiences with other families and provide support and guidance. Groups were conducted weekly with parents of newborn infants hospitalized in the NICU. It was noted that the group emphasizes rich content to the resignification of conscience and exteriorization of family feelings, especially the mothers’. It was found that it contributes to the process of adaptation and balance towards the reality experienced by the mother, improves investment in exclusive breastfeeding, the practice of the kangaroo mother method and the formation of positive mother-baby bond. It delivers the stability of maternal anxiety levels during the newborn hospitalization, being a way of integral and humanized assistance. This intervention can also be characterized as a measure of prevention, promotion and preservation of the physical and mental health of the mother and the newborn, with repercussions in the family and in society.

 

Palavras-chave / Keywords

Recém-nascido, Ansiedade materna, Grupo de pais, Humanização.

Newborn, Maternal anxiety, Group of parents, Humanization.


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2019
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt