O processo de vinculação no meio intrauterino = The attachment process on the intrauterine environment

Celeste Simões, Cláudia Pereira, Joana Rodrigues, Raquel Bruno, Rute Duarte

Resumo


O presente trabalho intitula-se O Processo de Vinculação no Meio Intrauterino. Objetivos: (1) identificar os fatores que influenciam o estabelecimento do attachment; (2) perceber o impacto das transformações físicas e/ou psicológicas na qualidade da relação mãe/pai-bebé; (3) compreender a relação entre a qualidade da vinculação e os comportamentos adotados. Amostra: 49 indivíduos, com idades compreendidas entre os 21 e os 59 anos e com habilitações literárias que variam entre o 9º ano e o grau de mestre. Metodologia: aplicação online de um questionário constituído por respostas abertas e fechadas. Resultados: (1) a maioria dos participantes refere que a vinculação mãe/pai-feto é diferente ao vivenciar mais do que uma vez a experiência de maternidade/paternidade; (2) os pais mais novos parecem desenvolver uma relação de menor qualidade com o bebé; (3) os pais referem que a qualidade da vinculação é tão forte ou mais forte que a do(a) companheiro(a); (4) os pais que lidam melhor com as transformações físicas também lidam melhor com as psicológicas e vice-versa, embora estas não influenciem a qualidade da vinculação; (5) o processo de vinculação no meio intrauterino não é influenciado pelos fatores intrínsecos e extrínsecos analisados.

 

This work is entitled The Attachment Process on the Intrauterine Environment. Objectives: (1) identify factors that influence the establishment of the attachment, (2) understand the impact of physical and/or psychological changes in the quality of the mother/father-baby relationship, (3) understand the relationship between the quality of attachment and the adopted behaviors. Sample: 49 subjects, aged between 21 and 59 years and with educational qualifications ranging between 9th grade and master's degree. Methodology: online application of a questionnaire consisting of open and closed questions. Results: (1) the majority of participants stated that the bond mother/father-fetus is different when experience maternity/paternity more than once, (2) younger parents seem to develop a weaker relationship with the baby, (3) parents report that the quality of the attachment is as strong or stronger than their partner, (4) parents that handle better with physical changes, can also deal better with the psychological, and vice versa, though these changes do not influence the quality of attachment, (5) the binding process in the intrauterine environment is not influenced by the intrinsic and extrinsic factors analyzed. 

 

Palavras-chave / Keywords

Vinculação, Comunicação, Meio Intrauterino, Maternidade/Paternidade, Fatores Intrínsecos e Extrínsecos. 

Attachment, Communication, Intrauterine Environment, Maternity/Paternity, Intrinsic and Extrinsic factors.


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2019
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt