Narrativas maternas: um estudo transcultural = Mother's narratives: a transcultural study

Irma Helena Ferreira Bnenate Bomfim, Valéria Barbieri

Resumo


Considerando a relevância da família, particularmente a importância da maternagem no primeiro ano de vida, para o desenvolvimento harmonioso do indivíduo, este trabalho tem como objetivo conhecer a experiência materna de 16 mulheres brasileiras e francesas em relação a seus bebês, com idade entre recém-nascido á 11 meses, do sexo feminino. A presente pesquisa fundamenta-se no método qualitativo com um enfoque psicanalítico, a estratégia metodológica empregada foi as narrativas psicanalíticas, que privilegia a descrição do acontecer clínico, que abarca as percepções do pesquisador e participante da pesquisa. Será utilizado como mediador da comunicação com as mães sobre a experiência da maternagem 5 cartões do Teste de Apercepção Temática Infantil, forma animal (CAT-A). O procedimento de análise das narrativas foi descritivo e interpretativo, segundo o referencial teórico psicanalítico, que se propõe ao estudo do ser humano em suas singularidades e diferenças, considerando o fenômeno no contexto histórico, sociológico e antropológico, atentando para o campo experiencial humano, em suas dimensões consciente e inconsciente. Como conclusões parciais pode-se observar que a amostra brasileira apresentou idade entre 27 e 40 anos, todas alcançaram o grau de instrução superior (completo e incompleto), casadas e os bebês apresentavam idade igual ou acima de 7 meses. Em relação à experiência materna apresentaram sentimentos e pensamentos que revelaram o paradoxo dos mesmos, pois fizeram referências a vivências de prazer e frustração relacionadas principalmente ao parto e ao aleitamento. Além de grande mudança na rotina, no campo pessoal e conjugal a partir do nascimento do bebê que implicou em um sentimento de sobrecarga, mas também de satisfação. Em termos gerais a simbiose e a diferenciação entre a díade foram o tema central dos relatos, bem como as angústias relacionadas à separação, aos recursos empregados no seu manejo e ao papel do pai e da mãe.

 

Considering the importance of the family, particularly the importance of child care in the first year of life for the harmonious human development, this study aims to evaluate the maternal experience of 16 Brazilian and French women in relation to their female babies, with 0 and 11 months years old. This research is based on qualitative method with a psychoanalytic approach and the strategy employed was the narrative, that privileges the psychoanalytic description of the clinical happen, added the perceptions of the researcher and the participant. It was used a mediator of communication with mothers, about the experience of maternity, 5 cards of the Thematic Apperception Test Child animal form (CAT-A). The analysis procedure was the descriptive and interpretive narratives, according to the theoretical psychoanalysis, which pretends study the human in his uniqueness and differences, considering the phenomenon in the context of historical, sociological and anthropological, relevance of the emotional sense of human attitude, in other words, it’s important the human experiential field, considering their conscious and unconscious dimensions. As a partial conclusion can observe that the Brazilian sample had aged between 27 and 40 years old, all they were higher education (complete and incomplete), were married and had babies aged up to 7 months. Considering their maternal experience, women had feelings and thoughts that revealed paradox, because there were references to experiences of pleasure and frustration mainly related to childbirth and breastfeeding. Also there were changes in routine, in the personal and marital life from the baby's birth that resulted in a feeling of overload, but also satisfaction. Overall the central question was the symbiosis between the dyad and their differentiation, as well as the anxieties related to separation, the resources employed for management and the exercise of the function parental.

 

Palavras-chave/Keywords

Maternidade, Relações mãe-criança, Relações familiares, Pesquisa qualitativa, Psicanálise. 

Maternity, Relation mother-child, Family relation, Qualitative Research, Psychoanalysis.  



Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2019
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt