Representações de Crianças Expostas à Violência Interparental através da utilização de provas projetivas = The representations of children exposed to interparental violence through projective tests

Tânia da Costa Mendes, Ana Sani

Resumo


Este trabalho apresenta dados de um estudo realizado com crianças acolhidas numa casa de abrigo para vítimas de violência doméstica, situado na região Norte do país. A Investigação de cariz qualitativo, exploratório e descritivo teve como objetivo chegar ao mundo interno da criança exposta à violência interparental através do uso de duas técnicas projetivas. Neste estudo participaram nove crianças com idades compreendidas entre os 8 e os 15 anos, as quais tinham em comum a experiência de exposição a situações de risco por violência interparental. Para a recolha de perceções foram usadas duas técnicas projetivas, primeiramente uma placa do Roberts Apperception Test for Children (RATC) designado pelo autor de “conflito parental” (cartão 12) e, posteriormente, uma História de “Conflito à Hora de Jantar” baseada no MacArthur Story Stem Battery. Os dados recolhidos foram transcritos para análise de conteúdo categorial. Os resultados demonstram que, de um modo geral, as crianças descreveram episódios de violência física e emocional, discórdia parental e não fazem referência a momentos de união e simpatia. No domínio emocional, as crianças apresentaram uma tonalidade negativa quanto às emoções e aos sentimentos. A nível cognitivo, as crianças revelam pensamentos sobre o comportamento do pai relacionado com a integridade física da mãe. Assim, é importante identificar e modificar tais representações erróneas sobre o ambiente familiar, implementando e desenhando programas de intervenção parentais.

 

This paper presents data from a study of children housed in a shelter for victims of domestic violence, located in the north region of the country. The qualitative, exploratory and descriptive research aimed to access to the internal world of children exposed to interparental violence through the use of two projective techniques. Nine children aged between 8 and 15 years participated in this study, having in common the experience of exposure to risk situations by interparental violence. For the collection of perceptions we used two projective techniques, primarily a card of Roberts Apperception Test for Children (RATC) designated by the author to "parental conflict" (card 12) and subsequently a history of "Conflict at Dinner Time" based on the MacArthur Story Stem Battery. The data collected were transcribed for categorical content analysis. The results show that, in general, children reported episodes of physical and emotional violence, parental disagreement, and a nonexistent reference to closeness and sympathy moments. In the emotional domain, the children showed a negative tone about the emotions and feelings. At cognitive level, children reveal thoughts about the father's behavior related to the physical integrity of the mother. Thus, it is important to identify and modify such erroneous representations about the family environment, implementing and designing intervention programs parenting.

 

Palavras-chave / Keywords


Representações, Crianças, Violência interparental, Provas projectivas.

Representations, Children, Interparental violence, Projective tests.


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2019
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt