Compreender a perceção da criança vítima de violência interparental = Understanding the child’s view of interparental violence

Telma Catarina Almeida, Ana Sani, Rui Abrunhosa Gonçalves

Resumo


Este trabalho estuda a perceção da criança que vive com a violência interparental. Neste sentido, o principal objetivo deste estudo foi avaliar a perceção das crianças, quando confrontadas com os conflitos entre os progenitores. Além disso, esta investigação mostra como estas crianças caracterizam essas experiências de vida e como esses incidentes podem causar impacto negativo nas suas vidas. Os resultados foram obtidos através de uma abordagem qualitativa, com entrevista semiestruturada. Foi utilizada uma amostra de dezoito crianças com idades entre os 7 e os 9 anos de idade, que tinham sido vítimas de violência interparental. Os relatos foram analisados a fim de aceder aos seus pensamentos e sentimentos durante o tempo que testemunharam a violência familiar. As crianças identificaram interações negativas entre os pais, com a presença da violência verbal, emocional/psicológico e físico. Também foi possível observar que algumas destas crianças também foram vítimas de violência por parte de seus pais (i.e., maus tratos) e a maioria identifica um impacto negativo ao nível emocional, cognitivo, comportamental e físico. Os resultados desta investigação contribuem para o entendimento do impacto da violência interparental em crianças mais jovens, podendo assim, contribuir para melhorar a intervenção terapêutica nesta área.

 

This work studies young children’s understanding of living with interpartner violence. Therefore, the main objective of this study was to evaluate the perception of children when faced with conflicts between their parents. Furthermore, this work tries to define how these children characterize these life experiences, and how these incidents can negatively impact younger children. The outcome data was obtained using a qualitative approach, with a semi-structured interview. The participants were eighteen young children from 7 to 9 years old, who had been victims of interparental violence. The reports were analyzed in order to access their thoughts and feelings during the time they witnessed violence in their homes. It was found that children identified mainly negative interactions between parents, with the presence of verbal, emotional/psychological and physical violence. It was also possible to note that some of these children were also victims of violence from their parents (i.e. maltreatment), and a large majority identifies a negative impact at an emotional, cognitive, behavioral and physical level. The outcomes of this research contribute to understand the impact of interparental violence in young children and can also contribute to improve therapeutic intervention in this area.

 

Palavras-chave / Keywords


Entrevista, Vitimização, Crianças, Violência interparental.

Interview, Victimization, Children, Interparental violence.


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2019
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt