Exposição das Crianças Portuguesas ao fumo ambiental de tabaco (FAT) no Carro da Família: um Estudo transversal por tegiões = Portuguese children exposure to environmental Tobacco smoke (ETS) in the family car: A cross-Sectional study

Paulo D. Vitória, José Cunha-Machado, Ana Carolina Araújo, Sofia Belo Ravara, Catarina Samorinha, Henedina Antunes, Manuel Rosas, Elisardo Becoña, José Precioso

Resumo


O Fumo Ambiental de Tabaco (FAT) polui o meio ambiente e causa problemas graves de saúde, em especial nas crianças. A presença de FAT associa-se com o síndroma de morte súbita, com problemas nos ouvidos e com doenças respiratórias nas crianças. A prevalência de sintomas respiratórios crónicos, como tosse, pieira e dispneia, é superior em crianças expostas ao FAT. As crianças expostas ao FAT têm um risco superior de infeções respiratórias (pneumonia e bronquiolite), de sofrer ataques de asma, de agravamento da sintomatologia asmática e de otite média recorrente. Segundo dados da OMS, cerca de metade da população infantil (700 milhões de crianças) está exposta ao FAT.

Em 2010/2011, aplicou-se um questionário a uma amostra representativa das crianças portuguesas a frequentar o 4.º ano de escolaridade (N=3074; idade média 9,5 anos, DP=0,7; 51,2% rapazes).

Estão expostas ao FAT no carro da família 27,3% das crianças. Este valor aumenta para 44,9% se os progenitores forem fumadores e reduz para 7,2% se os progenitores não forem fumadores (p<0,001). 

Esta exposição é elevada, em especial quando um ou ambos os progenitores são fumadores, salientando a necessidade de prevenir com mais efetividade a exposição das crianças ao FAT. Os pais / a família devem ser os principais alvos das estratégias de controlo com o objetivo de controlar a exposição das crianças ao FAT.

 

Environmental Tobacco Smoke (ETS) pollutes the environment and causes serious health problems, especially for children. ETS is related with sudden death syndrome, ear problems, and respiratory diseases among children. Prevalence of chronic respiratory symptoms, such as cough, wheezing and dyspnoea, are higher among children’s exposed to ETS. Children’s exposed to ETS have a greater risk of lower respiratory infections (pneumonia and bronchiolitis), of asthma attacks, of pre-existing asthma conditions escalation, and of recurrent otitis media. The World Health Organization estimates that about half of the world child population is exposed to ETS.

In 2010/2011, a questionnaire was applied to a representative sample of Portuguese children in the 4th schooling year (N=3074, with an average of 9.5 years old, SD=0.7, 51.2% were boys).

Of this children sample, 27.3% were exposed to ETS in the family car. This number increases to 44.8% if they had parents who smoke and decreases to 7.2% if they parents were non-smokers (p<0.001).

Children exposure to ETS is high, especially when one or both parents are smokers, highlighting the need to effectively prevent children’s exposure in the family car. Parents should be the main target of the prevention strategies with the objective of controlling children exposure to ETS.

 

Palavras-chave / Keywords


Fumo ambiental de tabaco, Fumo passivo de tabaco, Crianças, Carro, Prevenção.

Environmental tobacco smoke (ETS), Second-hand tobacco smoke (SHS), Children exposure to ETS in the car, Prevention.


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2019
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt