Quando o trauma dificulta o diálogo familiar, o EMDR aproxima a família = When trauma hampers family dialogue, EMDR brings the family together

Inês Afonso Marques, Rita Castanheira Alves

Resumo


O EMDR é uma abordagem terapêutica com resultados comprovados na intervenção com crianças em trauma, depressão, ansiedade e comportamento de oposição. Parte do modelo AIP segundo o qual todas as pessoas possuem um sistema neurofisiológico único que permite que nova informação seja absorvida e integrada de forma adaptativa. Assume que a informação relativa a acontecimentos traumáticos “fica bloqueada” no cérebro, sendo armazenada em fragmentos emocionais, sensoriais e visuais de forma não processada e desintegrada, o que está na origem de uma adaptação e integração de novas experiências desadequadas e que, habitualmente, dificultam o diálogo em família, podendo conduzir ao afastamento e à insatisfação familiar. Na infância é um modelo de intervenção particularmente útil, pelo desenvolvimento cognitivo da criança ainda se encontrar em maturação, dificultando o acesso consciente à informação da memória, nas suas componentes emocional, sensorial e visual. Com esta comunicação pretendemos partilhar a nossa experiência clínica positiva no uso do EMDR como uma ferramenta rápida e de sucesso que, por um lado, permite desbloquear a informação traumática e, por outro, fazer emergir o potencial da criança, instalando no cérebro as condições essenciais para a aquisição de competências de ajustamento psicológico e de adaptação, potenciadoras da satisfação familiar.

 

EMDR is a therapeutic approach with proven results in intervention with children in trauma, depression, anxiety and oppositional defiant disorder. It stems from the AIP model according to which every person has a unique neurophysiologic system allowing new information to be absorbed and integrated in an adaptive manner. It assumes that the information regarding traumatic events “stays blocked”, being stored in emotional, sensorial and visual fragments in an unprocessed and disintegrated form, whereby originates an adaption and integration of new inadequate experiences which, usually, hamper the family dialogue at risk of leading to estrangement and family dissatisfaction. In childhood it is an especially useful model of intervention since the child’s cognitive development is still in maturation, thereby making it more difficult to consciously access memory’s information, in its emotional, sensorial and visual components. With this communication we intend to share our positive clinical experience using EMDR as a quick and successful tool which allows, on one hand, the unblocking of the traumatic information and, on the other hand, the emergence of the child’s potential, installing in the brain the essential conditions for the acquisition of psychological adjustment and adaptation competences, potential enhancers of family satisfaction.

 

Palavras-chave / Keywords

EMDR, Trauma, Infância, Psicoterapia, Eficácia.

EMDR, Trauma, Childhood, Family, Efficacy.


Texto Completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2019
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt