Atividade física e consumo alimentar em estudantes do ensino superior = Physical Activity and Food Consumption in Higher Education Students

Inês Alves Fonseca, Catarina Isabel Águas Pomba, Vânia Loureiro, Nuno Loureiro, Bebiana Sabino

Resumo


A prática regular de atividade física beneficia a saúde e bem-estar, prevenindo doenças como a obesidade, hipertensão, diabetes, osteoporose e doenças cardiovasculares. A saúde é determinada, entre outros comportamentos, pelo equilíbrio entre a prática regular de atividade física e uma alimentação saudável. A transição do ensino secundário para o ensino superior é um momento crucial para estes comportamentos de saúde, uma vez que os jovens adquirem uma autonomia e poder de decisão, que até então não detinham. Assim, o objetivo deste estudo foi caraterizar os comportamentos de saúde dos estudantes do ensino superior, em função do curso que frequentam. Participaram 150 alunos do Instituto Politécnico de Beja, das escolas de Educação, Saúde e Tecnologia e Gestão (curso de desporto n=94; 62,7%) com uma média de idade de 21,75 ±3,96 anos. Os dados foram recolhidos através de um questionário, onde foram incluídas questões sociodemográficas, indicadores de saúde (peso e altura auto reportados), frequência alimentar e o nível de atividade física dos participantes. Para análise de dados foi aplicado o teste de Qui-Quadrado e correlação de Pearson, com recurso ao IBM® SPSS®, versão 26.0 para Windows (p≤ 0.05). Verificou-se que 80,7% dos participantes foram classificados como normoponderais. Verificou-se que i) 58% dos alunos excede o consumo semanal de doces recomendado; ii) a maioria dos alunos consome hortícolas (62,7%), frutas (67,3%), fast-food (91,3%) e bebidas açucaradas (87,3%) dentro da frequência semanal recomendada; iii) 73,3% cumpre as recomendações semanais de atividade física. O consumo de hortícolas está positivamente relacionado com o consumo de frutas (r= 0.344; p<0.05). Nos cursos da área de saúde, verificou-se uma associação entre o cumprimento das recomendações de prática de atividade física e o consumo semanal de hortícolas (r=-0.614; p<0.05) e frutas (r=-0.632; p<0.05). Nos cursos de tecnologias e gestão, foram encontradas relações estatisticamente significativas entre o consumo de bebidas açucaradas e o consumo de fast-food. O nível de atividade física manifestou-se alto em todos os cursos do ensino superior, bem como o cumprimento das recomendações saudáveis de consumo alimentar.


Regular physical activity has benefits on health and well-being, preventing diseases such as obesity, hypertension, diabetes, osteoporosis and cardiovascular diseases. Health is determined, among other behaviors, by the balance between regular physical activity and healthy diet. The transition from secondary to higher education is a crucial moment for these health behaviours, since young people acquire autonomy and decision-making power, which until then they did not have. This study aimed to characterize the health behaviors of higher education students, depending on the course they attend. Participants were 150 students from the Polytechnic Institute of Beja, from the Schools of Education, Health and Technology and Management (sport course n = 94; 62.7%) with an average age of 21.75 ± 3.96 years. Data were collected through a questionnaire, which included sociodemographic variables, health indicators (self-reported weight and height), food frequency[3] and physical activity level. For data analysis, the Chi-square test and Pearson's correlation were applied, using IBM® SPSS®, version 26.0 for Windows (p≤ 0.05). It was found that 80.7% of the participants were classified as normal weight. It was found that i) 58% of students exceed the recommended sweets weekly consumption; ii) the majority of students consume vegetables (62.7%), fruits (67.3%), fast-food (91.3%) and sugary drinks (87.3%) within the recommended weekly frequency; iii) 73.3% meet the weekly physical activity recommendations. Vegetable’s consumption is related to the fruit consumption (r = 0.344; p <0.05). In health courses, there was an association between compliance with recommendations for physical activity and weekly consumption of vegetables (r = -0.614; p <0.05) and fruits (r = -0.632; p <0.05). In the technology and management courses, was found association between sweet beverages consumption and fast-food consumption. In all courses, students meet physical activity and diet recommendations.


Palavras-chave / Keywords:

Atividade física, Frequência alimentar, Composição corporal, Ensino superior.

Physical activity, Food frequency, Body composition, Higher education.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2019
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt