A influência de contextos domésticos saudáveis no consumo alimentar: estudo com alunos do ensino superior = Home food environment and eating habits in higher education students

Adriano Mendez, José Santos, Reinaldo Barbosa, Danamão Martins, Vânia Loureiro, Nuno Loureiro, Bebiana Sabino

Resumo


Os estudantes do ensino superior encontram-se numa fase transitória da sua vida caraterizada pela aquisição de autonomia comportamental. O desenvolvimento de hábitos alimentares pouco saudáveis, é marcante nesta faixa etária e pode acarretar problemas para a sua saúde. O objetivo deste estudo transversal foi averiguar o estado nutricional e os hábitos alimentares dos alunos do Instituto Politécnico de Beja, numa análise por sexo. Participaram no estudo 169 alunos (53,8% sexo feminino) do ensino superior com uma média de idades de 21,53 anos. O indicador de composição corporal utilizado foi o índice de massa corporal (peso e altura auto-reportado). A frequência de consumo semanal de fruta, hortícolas, doces, fast-food e bebidas açucaradas e o envolvimento alimentar foram avaliados através de questionário. Os resultados indicaram que 76,3% dos alunos tem peso normal, 3,6% baixo peso, 20.1% excesso de peso e obesidade, não se verificando diferenças estatísticas entre sexos. As raparigas consumem em média mais hortícolas e frutas (p<0.05) do que os rapazes. Os rapazes consomem em média mais bebidas açucaradas (p<0.05). Os alunos do sexo feminino revelaram cumprir as recomendações de consumo diário de frutas (2 = 6.062, p = .014), hortícolas (2= 6.539, p = .011) e bebidas açucaradas (2= 6.372, p = .012) comparativamente ao sexo masculino. A presença de alimentos em contexto doméstico, categorizados como saudáveis, está relacionado com um maior consumo de hortícolas (r=0.401; p<0.001) e frutas (r=0.462; p<0.001). Um ambiente doméstico que disponibilizad alimentos não saudáveis está i) negativamente relacionado com o consumo de alimentos saudáveis (p<0,05); ii) positivamente relacionado com o consumo de fast-food, doces e bebidas açucaradas (p<0.05). Os alunos do sexo feminino apresentam hábitos alimentares mais saudáveis em relação ao sexo masculino. Um ambiente preenchido de alimentos saudáveis é favorável ao consumo deste tipo de alimentos.


Higher education students are in a transitory phase of their life, characterized by the acquisition of behavioral autonomy. Unhealthy eating habits are remarkable in this age group and can cause related-health problems. The aim of this cross-sectional study was to measure the nutritional status and eating habits of students at the Polytechnic Institute of Beja, in an analysis by sex. Students (n = 169, 53.8% female) from higher education participated in the study, with an average age of 21.53 years. The body composition indicator was the body mass index (self-reported weight and height). Participants consumption of fruit, vegetables, sweets, fast food and sugared sodas was measured using SPOTLIGHT measures. Home food environment was assessed by questionnaires. The results indicated that 76.3% of the students had normal weight, 3.6% underweight, 20.1% overweight and obese, with no statistical differences between genders. On average, girls consume more vegetables and fruits (p <0.05) than boys. Boys consume more sugared sodas (p <0.05). Female students revealed to comply with the daily recommendations consumption of fruits (c2 = 6.062, p = .014), vegetables (c2= 6.539, p = .011) and sugared sodas (c2= 6.372, p = .012) compared to the male gender. The presence of foods categorized as “more-healthful” at home is related to a higher consumption of vegetables (r = 0.401; p <0.001) and fruits (r = 0.462; p <0.001). The presence of “less-healthful” food at home are i) negatively related to the consumption of healthy food (p <0.05); ii) positively related to the consumption of fast food, sweets and sugary drinks (p <0.05). Female students have healthier eating habits compared to men students. Availability of “more-healthful” food is conducive to fruit and vegetables consumption.


Palavras-chave / Keywords:

Comportamento alimentar, Ambiente alimentar, ensino superior.

Dietary behaviors, Home food environment, Higher education.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2019
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt