Estimulação motora e o contexto familiar = Affordances and home environment

Bernardo Matos, Vânia Loureiro

Resumo


O desenvolvimento da criança ocorre em contextos socio ecológicos, através de um processo evolutivo de interações recíprocas entre a criança e os níveis multidimensionais do ambiente, tais como o físico, material, emocional, simbólico e cultural (Bronfenbrenner & Ceci, 1993). Bronfenbrenner (2011) defende como principais microssistemas das crianças os ambientes familiares e escolares (Bhering, & Sarkis, 2009; Bronfenbrenner, 2011). Em muitos países afetados pela pandemia da COVID-19 as crianças foram parcial ou totalmente privadas de estímulos ao ar livre, da escola, e como tal os lares podem desempenhar um papel importante para fornecer o ambiente adequado para contornar essa situação (Lopes Bueno et al., 2021) e situações similares. Em crianças de idade pré-escolar, promover o desenvolvimento de habilidades motoras através de atividades no lar pode elevar a competência motora e sustentar um maior envolvimento com a atividade física (Adamo et al., 2016). O objetivo deste estudo é caracterizar as oportunidades (affordances) de estimulação motora em ambiente familiar, de crianças dos 18 aos 42 meses. Pais e encarregados de educação de 63 crianças dos 18 aos 42 meses (16.40 ± 7.7 meses) de um jardim infantil público de Odemira, Portugal, participaram neste estudo de caráter transversal. O estudo foi aprovado pela Comissão de Ética do Instituto Politécnico de Beja (IPBeja), Portugal. Foi obtido consentimento informado assinado pelos respetivos pais/encarregados de educação. As oportunidades de estimulação, da casa familiar, para o desenvolvimento motor das crianças foram avaliadas através do questionário Affordances in the Home Enviroment for Motor Development (versão portuguesa) - AHEMD - 18-42 meses (Rodrigues, Saraiva & Gabbard, 2005). O questionário é constituído por questões de caraterização da criança e família e 67 questões sobre o ambiente familiar, divididas em 5 subescalas: espaço exterior, espaço interior, variedade de estimulação, materiais de motricidade fina e materiais de motricidade grossa. Os dados recolhidos foram inseridos e classificados através do calculador (AHEMD Calculador VPbeta1.6.xls), disponibilizado no Projeto AHEMD (http://www.ese.ipvc.pt/dmh/AHEMD/pt/ahemd_6pt.htm). Para o tratamento dos dados, frequências e o teste de Qui-quadrado foram calculadas com o software IBS SPSS 26.0 e considerou-se uma significância de 5%. As boas a muito boas oportunidades de contacto com o espaço exterior e as muito fracas a fracas oportunidades de desenvolvimento da motricidade grossa surgiram associadas aos rendimentos mensais mais baixos (≤1500 euros/mês). As muito boas ou boas oportunidades para o desenvolvimento da motricidade fina estão associadas aos rendimentos mais elevados (>1500 euros/mês). O ambiente familiar é reconhecido como variável fundamental para o desenvolvimento integral da criança. Com este trabalho, esperamos poder contribuir para o entendimento das possibilidades de desenvolvimento motor presente no ambiente familiar e deixar recomendações que ajudem os pais no desenvolvimento da literacia física dos seus filhos.


Children’s development occurs in socioecological contexts ranging from proximal to distal, through an evolving process of reciprocal interactions between the child and multidimensional levels of the environment, such as physical, material, social, emotional, symbolic, and cultural (Bronfenbrenner & Ceci, 1993). Bronfenbrenner (2011) advocates the family and school environments as the main microsystems of children (Bhering, & Sarkis, 2009; Bronfenbrenner, 2011). Since children have been partially or completely deprived of those outdoor stimuli in many countries affected by the COVID-19 pandemic, homes can play an important role to provide the adequate environment to circumvent this situation (Lopes Bueno et al., 2021) and similar situations. Promoting motor skill development through home-based activities can lead to higher motor competence and support higher engagement in physical activity in pre-school aged children (Adamo et al., 2016). The objective of this study is to characterize the affordances of motor stimulation in the family environment, for children aged 18 to 42 months. Parents and guardians of 63 children from 18 to 42 months (16.40 ± 7.7 months) of a public kindergarten in Odemira, Portugal, participated in this cross-sectional study. The study was approved by the Ethics Committee of the Polytechnic Institute of Beja (IPBeja), Portugal. Informed consent signed by their parents/guardians has been obtained. The affordances, in the home environment, were evaluated through the questionnaire Affordances in the Home Environment for Motor Development (Portuguese version) - AHEMD - 18-42 months (Rodrigues, Saraiva & Gabbard, 2005). The questionnaire is composed with questions that characterize children and families and 67 questions related to the family environment, divided into five subscales: outer space, interior space, variety of stimulation, fine motor skills and gross motor skills. The collected data were classified through the calculator (AHEMD Calculator VPbeta1.6.xls), available in the AHEMD Project (http://www.ese.ipvc.pt/dmh/AHEMD/pt/ahemd_6pt.htm). For data analysis, frequencies and the Chi-square test were calculated using the IBS SPSS 26.0 software and a significance of 5% was considered. Highlight that good to very good opportunities for contact with outer space and very weak to weak opportunities for the development of gross motor skills were associated with lower monthly income (≤1500 euros / month). The very good or good opportunities for the development of fine motor skills are associated with higher incomes (> 1500 euros / month). The family environment is recognized as a fundamental variable for the integral development of children. With this work, we hope to be able to contribute to the understanding of the possibilities of motor development present in the family environment and leave recommendations that help parents in the development of their children's physical literacy.


Palavras-chave / Keywords:

Competência motora, Crianças, Oportunidades motoras, Casa.

Motor competence, Children, Affordances, Home.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2019
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt