Reconhecendo a face do autismo = Recocnizing the face of autism

Ana Batista, Catarina Oliveira, Maria Inês Lopes, Mariana Barahona, Mariana Barroso, Celeste Simões

Resumo


A Perturbação do Espetro de Autismo (PEA) é uma perturbação do neurodesenvolvimento caracterizada por dificuldades persistentes na comunicação, interação social e padrões de comportamento, interesses ou atividades restritas e repetitivas e a maioria dos seus sintomas relacionam-se com dificuldades na regulação emocional (RE): expressão e modulação de emoções, dificuldades de reconhecimento de expressões emocionais faciais e a identificação e compreensão das emoções em si e nos outros. O objetivo deste trabalho é estudar a RE nas PEA, através de um estudo empírico, comparando resultados obtidos em dois jovens: uma adolescente de 14 anos com desenvolvimento típico (DT) e outro com PEA, de 15 anos. O instrumento de avaliação utilizado foi a Emotion Regulation Checklist (ERC), respondido por uma mãe e por um Psicomotricista, respetivamente, através de uma conversa informal e disponibilização do respetivo questionário. Os resultados da RE total entre os dois jovens foram semelhantes, existindo apenas maior diferença na subescala da Labilididade/Negatividade Emocional, onde o jovem com PEA apresentou um valor mais baixo. Os resultados reforçam a necessidade da análise do perfil socioemocional ser realizada de forma multidimensional e multicontextual, tendo em conta os vários fatores que o influenciam, as relações entre eles e como essas relações têm expressão no próprio indivíduo. O impacto das dificuldades inerentes da PEA, parecem não determinar na íntegra, a manifestação de dificuldades ao nível da RE, especialmente se os apoios e intervenções individualizados incidirem nesses aspetos.


Autism Spectrum Disorder (ASD) is a neurodevelopmental disorder characterized by persistent deficits in communication and social interaction and restricted and repetitive patterns of behavior, interests or activities, and most of its symptoms are related to difficulties in emotional regulation (ER): expression, modulation and regulation of emotions, recognizing facial emotional expressions and identifying and understanding the emotions in themselves and in others. This study aims to understand the ER in the PEA, through an brief empirical study, comparing the results obtained between two young people: a 14 year old teenager with typical development (TD) and another with ASD, with 15 year old. The instrument used was the Emotion Regulation Checklist (ERC), answered by a mother and a psychomotor therapist, respectively, through an informal conversation and the aplication of the respective questionnaire. The results of the total ER between the two young people were similiar, with only a greater difference in the subscale of Emotional Labilidity / Negativity, where the teenager with ASD presented a lower value. The results reinforce the need for the analysis of the socioemotional profile to be carried out in a multidimensional and multicontextual way, considering the various factors that influence it, the relationships between them and how these relationships are expressed in the individual himself. The impact of the inherent difficulties of the ASD, do not seem to determinate the full manifestation of difficulties at the ER level, especially if the individualized support and interventions focus on these aspects.


Palavras-chave / Keywords:

Perturbação do Espetro do Autismo, Regulação emocional, Emotion Regulation Checklist, Estudo de Caso.

Autism Spectrum Disorder, Emotional regulation, Emotion Regulation Checklist, Case study.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2019
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt