Teensad@change: uma proposta de investigação à eficácia de diferentes terapias à perturbação de ansiedade social na adolescência = Teensad@change: A proposal for investigating the efficacy of different therapies for social anxiety disorder in adolescence

Paula Vagos, Daniel Rijo, Maria do Céu Salvador, Luiza Nobre Lima

Resumo


A ansiedade social tem expressão evidente na adolescência. Pode escalar para perturbação de ansiedade social (PAS) que, na ausência de ajuda especializada, frequentemente se mantém até à idade adulta. Assim, importa uma intervenção precoce e baseada em evidências que permita alterar o curso da PAS na adolescência. Será recrutada uma amostra de adolescentes com PAS (n ᵙ 85), que serão distribuídos por quatro condições (i.e., lista de espera, terapia cognitiva, terapia focada na compaixão e terapia focada na aceitação e compromisso); todos serão avaliados por instrumentos de autorrelato sobre constructos centrais a cada uma das terapias em quatro momentos (i.e., pré-intervenção, pós-intervenção, follow-up a 12 semanas e follow-up a 24 semanas). Espera-se que todas as terapias promovam melhoria sintomatológica mais evidente do que a manifesta no grupo em lista de espera. Espera-se que, para cada terapia, a mudança na ansiedade social do pré- ao pós-intervenção seja mediada por constructos que lhe são centrais. Analisar-se-á, por fim, o papel de moderadores de mudança (e.g., sexo, nível inicial de sintomatologia) para determinar que terapia funciona melhor com quem. Esta investigação permitirá obter informação sobre qual terapia poderá constituir o tratamento de eleição na PAS, e ao lidar com diversas vulnerabilidades especificas, contribuindo para a investigação sobre terapias empiricamente validadas, com um foco específico na adolescência.


Social anxiety is evident in adolescence. It can escalate to social anxiety disorder (SAD) which, in the absence of specialized help, often lasts into adulthood. Thus, an early and evidence-based intervention is needed to change the course of SAD in adolescence. A sample of adolescents with PAS (n ᵙ 85) will be recruited and will be distributed across four conditions (i.e., waiting list, cognitive therapy, compassion-focused therapy and acceptance and commitment therapy); all will be evaluated by self-report instruments on central constructs to each of the therapies in four moments (i.e., pre-intervention, post-intervention, follow-up at 12 weeks and follow-up at 24 weeks). All therapies are expected to promote symptom improvement more evident than that manifested in the waiting list group. It is expected that, for each therapy, the change in social anxiety from pre- to post-intervention will be mediated by constructs that are central to it. Finally, the role of moderators of change (e.g., sex, initial level of symptomatology) will be analyzed to determine which therapy works best with whom. This investigation will provide information on which therapy may constitute the treatment of choice in PAS, and when dealing with several specific vulnerabilities, contributing to the investigation of empirically validated therapies, with a specific focus on adolescence.


Palavras-chave / Keywords:

Perturbação de ansiedade social, Adolescência, Terapia cognitiva, Terapia focada na compaixão, Terapia focada na aceitação e compromisso.

Social anxiety disorder, Adolescence, Cognitive therapy, Therapy focused on compassion, Therapy focused on acceptance and commitment.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2019
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt