Funcionamento familiar e qualidade de vida em adolescentes com diabetes tipo 1: o papel moderador das diferenças nas representações da doença e do apoio escolar = Family functioning and quality of life in adolescents with type 1 diabetes: the role [...]

Ana C. Almeida, Ana C. Bernardo, Ana M. Machado, M. Engrácia Leandro, M. Graça Pereira

Resumo


Este estudo analisou o impacto das diferenças nas representações da doença entre pais e adolescentes, apoio escolar e funcionamento familiar na qualidade de vida (QV) dos adolescentes com diabetes tipo 1 (T1D). A amostra incluiu 100 adolescentes com T1D durante pelo menos um ano e o respetivo progenitor que acompanhou o adolescente á consulta Ambos foram avaliados nas representações da doença (IPQ-Brief). Por sua vez, os adolescentes foram avaliados na QV (DQOL) e apoio escolar (QAE); e os pais no funcionamento familiar (FAD-GF). O efeito de interceção das diferenças nas representações entre pais e adolescentes ao nível da identidade e preocupações, bem como o apoio escolar na relação entre o funcionamento familiar e a QV foi significativo e explicaram 27% e 32% da variância, respetivamente. Verificou-se uma relação negativa entre o funcionamento familiar e a QV quando o apoio escolar era baixo e as diferenças na identidade e preocupações entre os pais e adolescentes eram elevadas. Para aumentar a QV dos adolescentes com T1D, os programas de intervenção devem incluir a família, professores, pessoal escolar e pares para melhorar os seus conhecimentos sobre a diabetes e o apoio aos adolescentes.


This study analyzed the impact of dissimilarities in illness perceptions between parents and adolescents, school support, and family functioning on quality of life (QoL) of adolescents with type 1 diabetes (T1D). The sample included a total of 100 adolescents with T1D for at least 1 year and the respective parent that accompanied the adolescent to the medical appointment. Both answered the Brief-Illness Perception Questionnaire. Adolescents answered the Diabetes QoL and the School Support Questionnaire, and parents answered the general functioning subscale of the Family Assessment Device. The interception effect of dissimilarities regarding identity and concerns perceptions toward diabetes, between parents and adolescents, and school support in the relationship between family functioning and QoL was significant and explained 27% and 32% of the variance, respectively. The results showed a negative relationship between family functioning and QoL when school support was low and dissimilarities in identity and concerns perceptions were high. To increase QoL in this population, intervention programs should include family, teachers, school staff, and peers to improve their knowledge of diabetes and support to adolescents.


Palavras-chave / Keywords:

QV, Funcionamento familiar, Representações de doença, Diabetes tipo 1, Adolescentes.

QoL, Family functioning, Illness perceptions, Type 1 diabetes, Adolescents.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2019
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt