Os jovens vítimas tendem a ser mais vulneráveis ao stress? = Do young victims tend to be more vulnerable to stress?

Filipa R. Mateus, Maria B. Pires, Rafaela A. Silva, Telma C. Almeida

Resumo


A vitimação juvenil aumenta a probabilidade de desenvolvimento de problemas de ansiedade, associados à vulnerabilidade ao stress, desencadeando instabilidade do humor e baixo controlo de impulsos. Durante o desenvolvimento intelectual, emocional e afetivo, o jovem depara-se com variadas situações geradoras de stress e a sua vulnerabilidade difere em função do apoio que recebe, essencialmente, em meio familiar. O objetivo deste estudo é avaliar a relação entre a vitimação juvenil e a vulnerabilidade ao stress em adultos Portugueses. A amostra deste estudo é constituída por 190 indivíduos com idades entre os 18 e os 72 anos (M = 28.92, DP = 14.798). Os participantes responderam a um protocolo online que inclui um questionário sociodemográfico, o CTQ-SF e o 23QVS. Os resultados demonstram que a vulnerabilidade ao stress está correlacionada de forma positiva com a vitimação juvenil. Especificamente, encontraram-se correlações entre o abuso emocional e a privação de afeto e rejeição (r =.382, p <.001) e entre a negligência física e a carência de apoio social (r =.353, p <.001). Indivíduos que experienciaram algum tipo de vitimação juvenil tendem a apresentar valores mais elevados de vulnerabilidade ao stress. Tendo em conta os resultados obtidos, é importante a realização de intervenção precoce em jovens vítimas de maus-tratos, de forma a prevenir situações de resposta ao stress mal adaptativas.


Youth victimization increases the probability of developing anxiety problems associated with stress vulnerability, producing mood instability and poor impulse control. During intellectual, emotional and affective development, young people face numerous situations that generate stress and their vulnerability depends on the support they receive, specifically from the family. This study aims to analyze the relationship between youth victimization and stress vulnerability in Portuguese adults. This research comprised 190 participants aged between 18 and 72 years old (M = 28.92, SD = 14.80). The data was collected online through a protocol that included a sociodemographic questionnaire, the CTQ-SF, and the 23QVS. The results showed that stress vulnerability is positively correlated with youth victimization. Specifically, correlations were found between emotional abuse and the privation of affection and rejection (r = .382, p <.001) and between physical neglect and lack of social support (r = .353, p <.001). Participants who experienced some type of youth victimization tend to have higher values of stress vulnerability. Concerning our results, it is crucial to implement an early intervention in young victims of abuse to prevent maladaptive responses to stressful situations.


Palavras-chave / Keywords:

Vulnerabilidade, Stress, Vitimação, Jovens.

Vulnerability, Stress, Victimization, Young people.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2019
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt