Violência interparental e outras formas de vitimação na infância: relação com a alexitimia = Interparental violence and other types of victimization in childhood: relationship with alexithymia

Ana C. Pires, Catarina S. Idreira, Jéssica R. Marques, Telma C. Almeida

Resumo


A alexitimia é a dificuldade em entender e expressar os próprios sentimentos. Alguns estudos referem que determinadas experiências de vida têm implicações para o desenvolvimento da alexitimia, que por sua vez, pode envolver problemas ao nível da saúde mental e comportamental. O presente estudo pretendeu avaliar o modo como a violência interparental e outras formas de vitimação na infância se relacionam com a alexitimia. Neste estudo participaram 188 indivíduos de nacionalidade Portuguesa, com idades entre os 18 e os 71 anos (M = 27.78, DP = 13.632). Os dados foram recolhidos online através de um protocolo que contemplava um questionário sociodemográfico, um Questionário de Trauma na Infância e a Escala de Alexitimia de Toronto. Os resultados indicaram que 123 dos participantes experienciaram violência interparental na infância, tendo estes evidenciado níveis mais elevados de dificuldade em descrever os seus sentimentos. A alexitimia apresentou correlações positivas com os vários tipos de vitimação na infância, nomeadamente, com o abuso emocional, a negligência emocional e o abuso físico. Indivíduos com experiências de vitimação infantil, tendem a ser mais propícios ao desenvolvimento de alexitimia. Tendo em conta os resultados obtidos, é pertinente intervir precocemente junto das crianças que tenham experienciado qualquer tipo de vitimação.


Alexithymia is the difficulty in understanding and expressing one's feelings. Some studies report that life experiences have implications for the development of alexithymia, which may involve problems in mental and behavioral health. Therefore, our study aimed to analyze how interparental violence and other types of victimization in childhood are related to alexithymia. This research comprised 188 Portuguese participants, aged between 18 and 71 years (M = 27.78, SD = 13.632). We collected the data online through a protocol that included a sociodemographic questionnaire, a Childhood Trauma Questionnaire, and the Toronto Alexithymia Scale. The results indicated that 123 of the participants experienced interparental violence in childhood, and these reported higher levels of difficulty in describing their feelings. Alexithymia showed positive correlations with the various types of victimization in childhood, namely emotional abuse, emotional neglect, and physical abuse. Participants with experiences of child victimization tend to develop more levels of alexithymia. Concerning our results, it is crucial to intervene early with children who have already experienced any type of victimization.


Palavras-chave / Keywords:

Vitimação juvenil, Alexitimia, Adultos.

Juvenile victimization, Alexithymia, Adults.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica / Universidades Lusíada, 2004-2019
Serviços de Informação, Documentação e Internet
Rua da Junqueira, 188-198 | 1349-001 Lisboa | Tel. +351 213 611 561 | Fax +351 213 638 307 | E-mail: mediateca@lis.ulusiada.pt